• Técnicas para trabalhar a cerâmica

Para desenvolver suas peças originadas do barro, Angelita se dedicou por cinco anos, dos 20 que se atém à arte. "Me desfoquei de muita coisa na arte para me dedicar à cerâmica. Existe o trabalho social e o trabalho artístico. Posso dizer que existe a Angelita antes e depois da cerâmica", diz a artista plástica Angelita Schimitt, uma das orientadoras do curso.

Desenvolver pratos, máscaras e esculturas sacras é o mote dela. O artesanato é reconhecido em áreas como a de bijuterias, bordados, cerâmica, vidro, gesso, mosaicos, pinturas, velas, sabonetes, sachês, caixas variadas, reciclagem, patchwork, metais, brinquedos, arranjos, apliques, além de várias técnicas distintas utilizadas para a fabricação de peças exclusivas.

Todas manufaturadas, nada de produto industrializado. Para Angelita, trata-se de uma oportunidade de se aprender uma técnica que utiliza materiais caros.

Ricardo Lopes

Na cerâmica, a técnica preponderante é a modelagem manual


Na cerâmica, a técnica preponderante é a modelagem manual. Além dessa, há o acordelado (técnica simples que consiste em formar rolinhos de argila e com eles sobrepostos ou torcidos formar peças decorativas ou de utilidade), o beliscado (trata-se do método de modelar a argila amassando-a com os dedos), a placa e o cachepô (vasos maiores).

As peças vão ao forno para ganhar acabamento. Numa temperatura de 600 a mil graus Celsius, elas ficam no forno incandescente por sete horas. É lá que acontece a reação química, ou seja, a peça recebe coloração e forma definitiva.

O primeiro estágio consiste na modelagem da peça crua; o segundo, na queima de biscoito; e o terceiro, a segunda queima, que é a esmaltação e o vidrado. No ateliê, destacam-se entre as peças: um torno manual, um forno elétrico, estecas, tintas vidradas e outros acessórios como espátulas, palito de churrasquinho e outros materiais reciclados.

 

Curso e projeto de arte itinerante

  • O curso para iniciantes leva quatro meses, a mesma duração do curso para aperfeiçoamento. As aulas são ministradas uma vez por semana, às terças-feiras, das 8h às 10h30.
  • O curso é gratuito e aberto à população, caso sobre vagas das indicações do Centro de Referência em Assistência Social.
  • As professoras ainda têm um projeto de levar onze cursos aos bairros, entre eles: arte francesa, mosaico, patchwork e cerâmica. A proposta é itinerante e acontece no início de novembro. As inscrições devem ser realizadas em outubro. Falar com Simone da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) pelo telefone (44) 3221-6424.

 

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Últimas notícias de Construir & Decorar

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 4
  • 23
  • 55
  • 10
  • 38
  • 33

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.