• Contorno Sul: socorro é urgente

  • André Simões

Ricardo Lopes

Homem corre ao atravessar o Contorno Norte: excesso de velocidade e falta de faixa de segurança

Se mencionada a Avenida Prefeito Sincler Sambatti, muitos maringaenses podem não saber do que se trata. Agora, o Contorno Sul, como é chamada a via, todos conhecem ¿ e sabem da precariedade do asfalto que há anos atormenta os motoristas.

Em seus 12 quilômetros de extensão, a avenida liga a BR-376 à PR-317. Suas características remetem a uma rodovia (mal conservada), com faixa contínua dividindo a pista, mas os bairros em suas margens evidenciam a necessidade de melhor sinalização para a segurança ¿ há falta de faixa de pedestres e semáforos, por exemplo. Quem precisa atravessar a pista tem de se lançar em situação de risco.

A assessoria de imprensa da prefeitura defende que foram realizadas recentes obras de recape e ressinalização. De fato, em alguns curtos trechos da avenida ¿ que parecem oásis ¿ o asfalto é novo; na altura da Cidade Alta, há um semáforo com radar que acusa avanços de sinal.

Na maior parte, no entanto, é forte a impressão de abandono, com a total ausência de acostamento e o mato alto margeando a pista. A má situação do asfalto, contudo, não impede que motoristas ultrapassem o limite de velocidade (80 km/h) da via. A reportagem pôde presenciar veículos pesados como ônibus e caminhões a mais de 100 km/h.

O secretário de Serviços Públicos, Vagner Mussio, reconhece os defeitos de conservação do Contorno Sul e afirma que implementa melhorias frequentes na pista, mas uma reforma geral está fora das possibilidades orçamentárias do município.

"O custo seria de R$ 6 milhões." O secretário diz que tem como prioridade as obras nos bairros, estimando que 80% dos veículos que trafegam pelo Contorno Sul são de fora da cidade. "Não posso desviar recursos que ajudam quem está pagando seus impostos em dia."

Mussio diz que enviou um ofício em 5 de maio para o governador Orlando Pessuti solicitando ajuda financeira para o recapeamento do Contorno Sul, que utilizaria 143 mil m2 de asfalto.

Enquanto a ajuda do governo fica indefinida, os maringaenses reclamam. O caminhoneiro Josué Medeiros conta que "algumas vezes" já teve pneus de seu veículo furados por conta de buracos na pista.

"Isto aqui é um ponto crítico, péssimo." O pastor Josué Medeiros aproveita para desabafar. "A conservação é horrível, e mesmo assim correm tanto. Não estão preocupados com a vida, e sim com chegar logo."


O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 1
  • 7
  • 30
  • 43
  • 44
  • 54

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.