• Acidentes matam duas pessoas no Contorno Sul

  • Especial para O Diário Marta Ortega

Em um intervalo de 17 horas, dois acidentes resultaram em duas mortes no Contorno Sul de Maringá. O número de mortes no trânsito da cidade chega a 69 este ano, marca que supera em 18% o número de vítimas de todo o ano passado, 58. Na comparação entre os sete primeiros meses do ano, o aumento dos casos fatais é de 88%.

O primeiro acidente no Contorno Sul aconteceu por volta das 23 horas de quinta-feira. O mecânico Luiz Eduardo Degolim, de 24 anos, morreu ao bater a moto na traseira de um caminhão, que havia quebrado na pista ¿ o local não conta com acostamento.

O motorista do caminhão disse que havia sinalizado a pista com uma distância de 100 metros. Ele havia chamado um reboque, que também quebrou e ficou parado em frente ao caminhão.

Degolim voltava do trabalho e não conseguiu parar a tempo, morrendo no local. Ele morava no Conjunto Requião IV, com a esposa e a filha, de 5 anos.

Policiais vistoriam veículos durante blitz da operação
Tolerância Zero, na Avenida Cerro Azul

"O local estava bem sinalizado, com triângulo, cones e galhos de árvores", diz o tenente Roberto de França, chefe do Pelotão de Trânsito.

"Infelizmente não conseguimos estar em todos os lugares ao mesmo tempo e não pudemos evitar o acidente", afirmou o tenente, que comandava na hora do acidente uma blitz na Zona 7.

 


Batida de frente

Por volta das 16 horas de ontem, a vítima foi o soldador Marcos Farias, 31 anos. Ele conduzia um Fiat Pálio, com placa de Maringá e bateu de frente com um caminhão baú, de Maringá, depois de tentar uma ultrapassagem proibida.

O acidente aconteceu a três quilômetros do local em que o mecânico havia se acidentado, horas antes.

Segundo testemunhas, o impacto foi tão forte que o Palio rodopiou na pista, bateu com a traseira no caminhão e pegou fogo.



O motorista do veículo foi arremessado pelo para-brisa traseiro e caiu a cerca 10 metros do local em que o carro ficou parado.

O caminhão derrapou na pista e tombou na canaleta. O motorista do caminhão não se feriu. Ele foi submetido a um exame no bafômetro, que não detectou presença de álcool.

Vítimas
4 mortes aconteceram este ano no
Contorno Sul, em decorrência de
acidentes de trânsito

Benedita Rodrigues da Silva, vizinha do motorista do Palio, passava pelo local do acidente, e disse que Farias quase sempre estava de moto.

Ele teria decidido deixar em motocicleta em casa por problemas com a documentação. "Ele estava preocupado de ser pego em uma blitz", disse.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 19
  • 26
  • 33
  • 35
  • 51
  • 52

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.