• Educação em tempo integral

  • Fábio Sanches

Alguns candidatos a prefeito e vereadores, estão prometendo em seus horários eleitorais de rádio e TV a implantação da educação em tempo integral nos colégios de nossa cidade, caso sejam eleitos.

Entretanto, para apresentarmos o tema com propriedade, faz-se necessário, inicialmente, entendermos os conceitos de educação integral e identidade cidadã que serão utilizados.

Educação integral, termo bastante difundido nos dias atuais, refere-se basicamente à idéia de uma educação sendo oferecida em um período maior de tempo que as quatro horas atualmente ofertadas pela grande maioria das instituições escolares de nosso País, contudo, a palavra integral, neste caso, tem uma dupla função dentro do conceito, que seria não só a de definir o período maior de permanência do aluno no ambiente escolar, mas também definir a formação do aluno de uma forma integral, completa, total.

Por identidade cidadã, podemos entender justamente essa formação completa do aluno na condição de cidadão, que seria exatamente quebrar o paradigma da escola que ensina apenas o conteúdo de sua grade curricular, utilizando-se desse tempo adicional concedido pela prática da educação integral. Procura formar o cidadão, cunhado em uma assimilação das práticas sociais corretas do ponto de vista moral e ético da sociedade, através da convivência harmoniosa e enriquecedora com os seus pares, guiado por uma proposta pedagógica bem elaborada e eficaz.

Assim sendo, é inegável a importância da educação integral para a formação daquilo que podemos chamar de identidade cidadã do aluno. Contudo, a educação integral patrocinará uma verdadeira revolução educacional, afinal, além de formar a identidade cidadã do aluno e quebrar paradigmas tradicionais, vai fazer com que escolas existentes sejam reformadas e/ou adaptadas; que novas escolas sejam criadas; que professores se capacitem mais e mais; que novos professores sejam contratados, gerando assim inúmeros novos empregos; que a tecnologia passe a existir em todas as escolas, e principalmente fará com que o aluno vá para a escola com vontade de ali ficar e não ir por obrigação, desmotivado e sem qualquer vontade de ali ficar como infelizmente há muito vem ocorrendo em larga escala.

Segundo as sábias palavras de Paulo Renato de Souza, ex-ministro da Educação no governo Fernando Henrique Cardoso: "A construção de um sistema de educação pública de primeiro mundo em nosso País passa necessariamente pela ampliação da jornada das crianças na escola. Nos países desenvolvidos, as crianças têm pelo menos seis horas de aula por dia. No Brasil, a jornada normal é de quatro horas e em muitas escolas não supera três horas.

Creio que é chegada a hora de promover a universalização da educação de tempo integral, mediante a ampliação da jornada escolar para um mínimo de seis horas de classe em todas as unidades de ensino. Contando o tempo das refeições e dos descansos, chegaremos à permanência dos alunos na escola de sete ou oito horas. Sem dúvida, colocado nessa perspectiva, esse projeto demandará recursos muito importantes, principalmente para o crescimento da rede física de escolas e de salas de aula e para o pagamento dos professores numa jornada ampliada de trabalho".

Traduzindo as sábias palavras do ex-ministro da Educação, tal tarefa de implantar a educação integral com qualidade e resultados satisfatórios como ela deve ser não será fácil, porém, se realizada com vontade política, planejamento, alto investimento público, com o amor e a garra dos professores (virtude essa que é peculiar dos professores brasileiros independentemente do número de horas-aulas ministradas) com certeza se tornará uma realidade de sucesso!

Educar diariamente e com qualidade se faz necessário.


?
Fábio Sanches é Assessor Municipal da Juventude de Maringá.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Últimas notícias de Opinião

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 7
  • 16
  • 33
  • 42
  • 50
  • 58

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.